Sábado, Outubro 16, 2021
Início Brasil JORNALISTA ALLAN DOS SANTOS FAZ DENUNCIA GRAVE CONTRA O STF E TSE

JORNALISTA ALLAN DOS SANTOS FAZ DENUNCIA GRAVE CONTRA O STF E TSE

O jornalista Allan dos Santos, alvo do inquérito ilegal do STF e que agora encontra-se exilado, denunciou um complô para cassar o mandato do presidente Jair Bolsonaro por meio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo Allan, um funcionário do TSE, Igor Tobias Mariano, contratou a empresa alemã Rohde & Schwartz para fazer uma varredura em Brasília, com a finalidade de localizar escutas telefônicas ilegais. Conforme a denúncia do jornalista, a empresa teria identificado três maletas com aparelhos eletrônicos de escuta ilegal: uma na Embaixada da China, outra na Embaixada da Coreia do Norte e a terceira na residência do famoso advogado esquerdista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. “O alvo das escutas é o presidente da República”, declarou Allan.

Allan relata que o presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, teve conhecimento das escutas ilegais por duas embaixadas, mas nada comunicou ao presidente. “Portanto, estou acusando Luis Roberto Barroso de prevaricação”, afirmou Allan, durante transmissão ao vivo pela internet, na noite de ontem (30), na mesma hora em que Barroso fazia uma live com o youtuber Felipe Neto, um entusiasta das medidas autoritárias e ilegais do STF.

“No entanto, prevaricação é o menor dos crimes em questão”, disse Allan dos Santos. “O TSE, que conta ainda com a participação dos ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes, vai cassar a chapa do presidente Bolsonaro.” O motivo para a cassação seriam denúncias sobre uso irregular de páginas do Facebook. Não por acaso, o mesmo Facebook denunciado pelo Ryan Hartwig, ex-funcionário da rede social, por perseguir e censurar conservadores na internet.

Durante a transmissão ao vivo, Allan dos Santos informou que não está mais no Brasil. “Saí do país para garantir proteger a minha vida. Estamos lidando com poderosos que querem derrubar o presidente Bolsonaro e calar seus apoiadores a qualquer custo. Se estivesse no Brasil, temeria pela segurança da minha família”.

Mais tarde, o jornalista fez outro alerta: “Se algo acontecer comigo ou com a minha família, os responsáveis só poderão estar entre aqueles que denunciei”.

Tiago Medeiroshttp://wwww.painelbrasil.net
Diretor do grupo Painel Brasil
Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Mais populares